Achados

Compras na Espanha: roupas de designers espanhóis famosos (pero no mucho)

por Adriana Setti em

Modelito da Etxart & Panno: meu achado oficial para vestidos de festa (imagem reproduzida do site)

Eles não são conhecidíssimos internacionalmente como a madrilenha Agatha Ruiz de la Prada ou o canário Manolo Blahnik. Mas, em território espanhol (e também para os entendidos mundo afora), são referência. Em outras palavras, são as Glorias Coelhos e Reinaldos Lourenços daqui.

Antonio Miró

É o senhor da moda espanhola. O catalão já fez e aconteceu: desfilou em Paris, Milão, Tóquio e Nova York; trabalhou com fotógrafos como David LaChapelle; engenhou parcerias com artistas como o cineasta Bigas Luna e o designer Javier Mariscal; desenhou os uniformes da delegação espanhola nas olimpíadas de Barcelona e as cortinas do teatro Liceu de Barcelona. Sua linha faz o estilo fino, elegante e discreto. Os preços são acessíveis: um tubinho preto irretocável sai por € 150 (e muito mais barato na loja on-line!). Sua loja de Barcelona fica na Rambla Catalunya e suas roupas e acessórios podem ser encontradas em várias lojas multimarca.

Pedro del Hierro

O estilista Pedro del Hierro fez fama nos anos 80 e, em 89, teve a sua marca comprada pelo grupo Cortefiel, um gigante que também possui a Woman’s Secret, a Springfield e a Cortefiel propriamente dita. Na minha modesta opinião, é uma das lojas mais belas do país, tanto para roupa do dia-a-dia (para homem e mulher), quando para noite e vestidos de festa. Não é barata, claro, mas tem um bom custo benefício (peças do mesmo nível no Brasil custariam cinco vezes mais). Os vestidos, por exemplo, custam, em média, entre € 150 e € 300.

Etxart Panno

A designer Emi Panno fundou sua marca no final dos anos 80 em Barcelona e sabe como poucas desenhar roupas femininas e originais, sem um rastro sequer de peruagem. É o meu achado oficial para comprar vestidos para casamentos (um lindo de morrer pode sair por uns € 150), mas também tem roupas incríveis para o dia a dia. Tem lojas nas principais cidades espanholas (costumo ir na do shopping Illa Diagonal, em Barcelona).

Adolfo Domingues

A maca começou com Adolfo pai nos confins da Galícia e transformou-se, na mão do filho, em uma das grandes do país. Tem roupa feminina, vestidos de noiva, perfumes, linha infantil, jóias, entre outros desdobramentos. Tecidos nobres, cortes discretos e peças delicadas são sua marca registrada. Sua flagship store fica na chiquérrima Calle Serrano de Madri. Em Barcelona, fica no Passeig de Gràcia, claro.

Armand Basi

Outra linha que vem de família. A marca catalã tem tradição em coleções masculinas, mas também vende roupa feminina, relógios, lençóis, perfume, bolsas e sapatos. É um pouco careta demais para o meu gosto, mas daqui uns dez aninhos eu provavelmente mudarei de ideia, se é que vocês me entendem. Tem lojas nas principais ruas comerciais e vende no El Corte Inglés.

Purificación García

A designer galega cresceu no Uruguai, morou no Canadá, em Nova York, em Maiorca… O resultado é uma moda cosmopolita, criativa e prática (as peças femininas são lindas!), tanto para homem como para mulher, além de roupa de cama, óculos escuros e uma linha bem esportiva. Espere pagar € 400 por um terninho, entre € 200 e € 300 por um vestido, € 120 por uma sandália… Tem lojas nas principais cidades da Espanha.

Siga @drisetti no Twitter

Comentários (3)
Deixe seu comentário
Nome
E-mail
Comentário (Seu comentário mínimo 5 caracteres )

  • Por: Déborah @dehhyz
  • -
  • 13 de abril de 2011 at 11:56

Pior de tudo sou eu que moro justo em cima da Purificación Garcia e nunca posso descer pra comprar nada €.€
AHHAUHOAUHO
failll

    • Por: Adriana Setti
    • -
    • 13 de abril de 2011 at 12:17

    Ai, mas que chique morar em cima da Purificación, anyway! :-)

  • Por: Juliana de Faria
  • -
  • 13 de abril de 2011 at 10:49

Em Brasília deve abrir uma loja Adolfo Dominguez em breve. Adoro os perfumes! =)