Saia pelo Mundo

Com Quantos Sacos Se Faz Uma Mala? Ou como organizar o buraco negro da bagagem

por Saia pelo mundo em

Por Geórgia Barcellos

Você já passou vergonha ao abrir sua mala, fazendo seu check-in de volta e ela, como se fosse uma caixa de surpresas, ejetou peças íntimas e meias sujas de lá de dentro? Também, quem imaginaria que você teria que pesar sua bagagem de mão e transferir o peso excessivo para essa mala já entupida?

Mais uma: você já acordou seu companheiro de viagem de madrugada, ao arrumar a mesma mala do parágrafo acima, com o barulho dos plásticos usados para ensacar  a roupa suja, os sapatos e a calcinha molhada que ainda não secou? Também, quem mandou seu amigo preferir arrumar tudo na véspera para dormir até mais tarde?

O que as duas situações acima têm em comum? Aha! A falta de saquinhos apropriados para viagem.

Eu sempre achei meio cafonas esses porta-coisas de tecido que minha mãe costurava para colocar meus sapatos e trequinhos nas malas. E precisei de alguns anos para admitir que há coisas cafonas que são fundamentais na nossa vida (se comparados com o Rei Roberto, isso é fichinha).

De fato, um saquinho de tecido com essa arvorezinha estampada, é bem cafona – mas igualmente útil. Então, desde que assumi as curvas de santos e a sabedoria da minha mãe, minha mala pode até ser modernérrima – rígida, com dezesseis rodinhas -, mas seu interior é bem interiorano – com uma profusão de saquinhos coloridos.

E para que os uso? Para colocar calcinhas, sutiãs, meias, roupas sujas, roupas úmidas, malabares, cabos dos eletrônicos e tudo mais que vai numa mala e deve estar protegido ou separado do resto. Durante a viagem, os saquinhos podem migrar para sua bolsa, para proteger a pashmina enquanto ela ainda não foi para seu pescoço, colocar o caderninho de viagem com a caneta e o lápis de desenho e por aí vai.

Existe um modelo específico de saquinho para quem tem um quê de Carmen Miranda e não pode viajar sem seus balangandãs.

Seus compartimentos internos facilitam a identificação e dificultam o embaraçamento das peças.

Quer mais um motivo para aderir aos saquinhos de pano? Ao voltar de viagem, é só lavá-los e guardá-los para a próxima. Muito melhor do que pegar aquele monte de sacos plásticos e jogá-los no lixo. Também, quem mandou o homem inventar o saco plástico, essa praga que sem perceber, você acumula? Abaixo o saco plástico!

Onde encontrar um kit de saquinhos de tecido para viagem:

Na internet: Marilia Abbud. Você escolhe os modelos, os tecidos e resolve tudo online;

Em Belo Horizonte, o melhor lugar é a Feira de Artesanato aos domingos, na Av. Afonso Pena. O problema é acordar cedo;

Nas inúmeras feiras de artesanato das praças desse país afora, com na Praça General Osório, no Rio e na Praça dos Omaguás, em São Paulo (em frente à FNAC Pinheiros);

Nas boas lojas de sapato peça o saquinho de tecido em vez das caixas de papelão;

Pedindo de aniversário para sua avó.

Você também pode fazer seu kit de saquinhos:

Defina quantos sacos você quer. Vá a uma loja de tecidos, escolha um 100% algodão, e peça para a vendedora fazer a conta de quantos metros você precisa comprar. Os sacos para sapatos e calcinhas precisam ter 25×40 cm. E os para botas e roupas sujas, 40×60 cm. Saia da loja, passe no armarinho que sempre tem ao lado de qualquer loja de tecidos para comprar a linha e a fita que será usada para fechar o saquinho. Leve para uma costureira de confiança ou faça você mesma.

Para sentir-se transgressora e deixar os saquinhos mega personalizados, borde coisas insólitas em cada um: vestir ou queimar?, no de sutiãs; nem toda brasileira é bunda, no de calcinhas.

Geórgia Barcellos entusiasmou-se tanto ao escrever esse post que até cismou: vai passar o final de semana costurando seus retalhos e bordando barbaridades nos saquinhos.

Comentários (13)
Deixe seu comentário
Nome
E-mail
Comentário (Seu comentário mínimo 5 caracteres )

  • Por: Iza
  • -
  • 8 de agosto de 2009 at 22:08

Adorei as dicas. Parabéns!!!!

  • Por: Rita
  • -
  • 3 de agosto de 2009 at 12:08

Os saquinhos e as sacolinhas da minha tia Marília fazem parte da minha vida e dos meus filhos. Sempre caprichosa, com bom gosto, não vivo sem elas. Não deixem de acessar o site e comprar, vcs não irão se arrepender!!!! chiquérrimos!!!

  • Por: Geórgia
  • -
  • 23 de julho de 2009 at 17:07

Ola Marilia, que legal que você se achou aqui nesse post. Mas não se preocupe comigo. Eu já conheço seus produtos, que gosto muito, principalmente da qualidade dos tecidos. Um abraço e obrigada! Georgia

  • Por: lia
  • -
  • 23 de julho de 2009 at 15:07

Ola Georgia,Tudo bem?Obrigada pela citação! Gostaria de lhe enviar um kit para que você conheça pessoalmente meus produtos. Você poderia me passar seu telefone e endereço no email abaixo ?Um abraço!Marília Abbud(11) 4229-4323marilia.abbud@mariliaabbud.com.br

  • Por: Georgia
  • -
  • 20 de julho de 2009 at 16:07

Oi, Marilza, obrigada pelo seu comentário. Uma boa quilter pode fazer horrores nos seus retalhos e saquinhos personalizados que, por serem feitos ou encomendados por nós, já ficam cheios de significados. Beijos, Georgia

  • Por: Fe
  • -
  • 20 de julho de 2009 at 15:07

Finalmente consegui acessar o post! E agora quero fazer uma leitura retroativa. Vicia esse negocio.A dica é sensacional e a situação da meia suja pulando na cabeça do mocinho da GOL é muito real. Vou aderir o saquinho da vovó e deixar o plástico pros anti-ecológicos.

  • Por: Mariana Nobre
  • -
  • 20 de julho de 2009 at 10:07

Vou transgredir JÁ!

  • Por: ANA
  • -
  • 20 de julho de 2009 at 6:07

Ge, amei o saquinho de tecido para bijus! Precisava de um destes com certeza. Coloquei os meus em saquinho (de tecido) mas sem nenhuma organizacao interna. Ou seja, e um por todos e todos por um. Tenho que tirar sempre todos e depois guarda-los. Excelente dica! Beijos!

  • Por: Renata
  • -
  • 19 de julho de 2009 at 22:07

Adorei a dica, show! Vamos combinar, saco plástico já era! Eco bag na mala já! Obrigada pela dica. Alem da organização, da elegância da mAla, contribui para o planeta. Geórgia, adoro suas dicas. Ate o próximo post. Bjos.

  • Por: marilza
  • -
  • 19 de julho de 2009 at 18:07

Cafona, que nada… uma mala bem arrumada economiza tempo, evita constrangimentos e contaminações…. nada que uma boa quiltter nãoresolva com seus maravilhosos retalhos!Parabéns pelas dicas!

  • Por: Anônimo
  • -
  • 18 de julho de 2009 at 22:07

/b> РTamb̩m sou adepta dos saquinhos de tecido. Sempre guardo os de sapato e minhas malas ṣo cheias deles. Beijos!

  • Por: Sonia
  • -
  • 18 de julho de 2009 at 21:07

Também levo “mil” saquinhos cafonas na minha mala de viagem. Guardo os de sapatos, geralmente de malha de algodão, de bolsas, em geral são maiores, o saquinho para bijuterias, onde fica tudo arrumadinho e a vista…enfim, Geórgia, acertou em cheio ao dar essa dica para as viajantes de plantão.Beijos e até a próxima dica!

  • Por: Beatriz
  • -
  • 18 de julho de 2009 at 20:07

ADOREI!!Vou abandonar a “praga” dos sacos plásticos e investir nos de tecidos! :)