Caldas Novas

Cidade

Mapa
Ver no mapa:
|
|
 
PREVISÃO DO TEMPO

Fonte: Climatempo
  • caldasturismo.com.br
  • 70.463 hab
  • 64
  • Goiás

  • Morrinhos 56 km, Goiânia 172 km, Uberlândia 194 km, Brasília 298 km, São José do Rio Preto 459 km, São Paulo 771 km, Rio de Janeiro 1181 km

Quem visita Caldas Novas tem alegrias profundas: após descer centenas de metros pelo solo, a água da chuva aquecida retorna a superfície terrestre em alta temperatura. O resultado? Águas termais, quentes e relaxantes em Caldas Novas. A partir da década de 1960, investimentos transformaram a região num polo turístico, com hotéis, resorts no esquema all-inclusive, clubes termais e parques temáticos. E especialmente nos meses de janeiro e julho, as águas viram um agito só: em férias escolares, famílias circulam, nadam, correm, sobem e descem em escorregadores molhados dos clubes termais e resorts.

As águas termais de Caldas Novas valem a viagem até a cidade vizinha, Rio Quente. Ali fica uma das atrações mais procuradas da região: a Praia do Cerrado do Hot Park, no complexo turístico Rio Quente Resorts, com quadras de areia para vôlei, tênis e futebol, além de escorregador gigante, rio artificial e brincadeiras com monitores para as crianças. 

Quem busca relaxar aproveita as propriedades terapêuticas das águas quentes de Caldas Novas (e Rio Quente) - descobertas já no século 18 pelos bandeirantes em incursões pelo planalto goiano. As propriedades que dão efeitos terapêuticos às águas da região são a radioatividade e sua composição química específica. No Parque Estadual da Serra de Caldas Novas, a terapia também é de ordem natural: trilhas levam a pequenas quedas d'água - e à tranquilidade.

ONDE FICAR

Difícil achar em Caldas Novas um hotel ou flat que não tenha, pelo menos, uma piscina termal. Muitos abarcam também algum tipo de parque aquático próprio. O público familiar domina as hospedagens.

Quem se hospeda no Ecologic Ville Resort & Spa desfruta de dez piscinas termais, hidros, saunas, trilhas, ôfuros e tratamentos estéticos. Já o Best Western Suítes Le Jardim Resort & Spa, sem parque aquático, tem boas piscinas termais e hidro. No Hot Star, que pertence a rede dos hotéis Privé Boulevard e Privé Thermas, o hóspede tem acesso livre aos parque aquáticos da rede, o Clube Privé e o Water Park.

ONDE COMER

A timidez da oferta gastronômica se deve em parte ao fato de a maioria dos hotéis trabalhar com refeições incluídas no preço da diária. E experimente o típico empadão goiano e os sorvetes de frutas do Cerrado.

O Doddy's, no Centro, serve o risoto goiano, com ingredientes como frango, linguiça, pequi, açafrão e tomate. Não deixe de ir no Empadão Goiano, que vende o quitute regional em 17 versões. No Nonna Mia, o galeto é acompanhado de polenta frita e massas caseiras. De sobremesa, conheça o Frutos do Brasil, com sorvetes de frutos do Cerrado.

COMO CHEGAR

O aeroporto de Caldas Novas só recebe voos fretados – quem chega de avião desembarca em Brasília ou em Goiânia. De carro, a partir da capital federal, siga pela BR-060 até a capital goiana e, de lá, pegue a BR-153 até o trevo de Piracanjuba. Continue pela GO-217 e GO-139 até desembocar na GO-213, à esquerda estará Caldas Novas. Há ônibus diários a partir de Goiânia e São Paulo (Viação Nacional Expresso, 0800-940-8090, nacionalexpresso.com.br).

COMO CIRCULAR

Do terminal rodoviário sai um ônibus circular até o Centro. E de lá, em frente ao bar Amarelinho (Av. Cel Bento de Godói), parte uma linha para a Lagoa Quente. A Viação Paraúna faz o trajeto entre Caldas Novas e Rio Quente (até o Hot Park) por R$ 2,40. Corridas de mototáxi dentro da cidade custam, em média, R$ 4. Há boa oferta de táxis.

SUGESTÕES DE ROTEIROS

2 dias – Relaxar nas águas quentes das piscinas presentes na maioria dos hotéis é indispensável, mas reserve um dia inteiro para visitar o Hot Park, parque temático instalado no Rio Quente Resorts. Ali, descanse na piscina de ondas da Praia do Cerrado. Quer mais adrenalina? Experimente o Xiripado, novo tobogã do parque, e o Half Pipe, rampa em U para deslizar em boias.

4 dias – Comprar um pacote de dois dias para o Hot Park é uma boa para conhecê-lo por completo, inclusive as atrações pagas à parte – caso das tirolesas, do rapel, do arvorismo, do mergulho com cilindro e do Bird Land, para observar e interagir com diversas espécies de animais. De volta a Caldas Novas, experimente uma iguaria local, o Empadão Goiano da Tânia. Arremate a refeição com uma dose de pequirula, um licor de pequi vendido nas lojas de Dona Ana e Dona Maria – de quebra, ali você ainda pode comprar doces caseiros para levar de lembrança da viagem.

7 dias – Em uma semana você terá tempo suficiente para conhecer bem os três principais parques aquáticos de Caldas Novas: Lagoa Termas Clube, Di Roma Acqua Parque e Water Park. Com o clima quente do lugar, mergulhar nas águas frias do Parque Estadual da Serra de Novas Caldas também é uma boa pedida – especialmente depois de fazer as trilhas.

QUANDO IR

A maior parte dos turistas é de famílias, o que faz os meses de férias escolares (janeiro e julho) os mais agitados – e mais caros. Em julho, em Vendinha, a 40 quilômetros, acontece o Mocajee Cross de Ipameri, com competições e shows.