Gramado

Cidade

Mapa
Ver no mapa:
|
|
 
PREVISÃO DO TEMPO

Fonte: Climatempo
  • www.gramadosite.com
  • 32.300 hab
  • 54
  • Rio Grande do Sul

  • São Francisco de Paula, 49 km, Caxias do Sul, 75 km, Cambará do Sul, 117 km, Porto Alegre, 135 km, Torres, 244 km, Lages, 293 km, São Paulo, 1060 km, Rio de Janeiro, 1511 km

O clima europeu de Gramado não está apenas na temperatura - que pode baixar de zero no inverno -, mas também na arquitetura, na culinária, nos jardins de hortênsias e, principalmente, no rosto dos moradores, de origem alemã e italiana. Logo na entrada da cidade, um pórtico em estilo normando e outro de influência bávara recebem o turista e já mostra que não faltará beleza e organização.Gramado é um dos poucos lugares no Brasil em que planejamento de turismo foi levado a sério. Do transporte às atrações turísticas, tudo funciona muito bem com o objetivo de atender os visitantes. Por esse motivo, ao contrário de outras cidades brasileiras, a cidade permanece cheia a ano todo, não só na alta temporada.

Praças arrumadinhas, ruas arborizadas, lojinhas e atrações que vão interessar de crianças à terceira idade servem de cenografia para três eventos aguardadíssimos: em primeiro lugar, a chegada do inverno, que a coloca como o mais importante destino da temporada no Brasil. O agito segue até agosto, quando acontece o Festival de Cinema de Gramado, com a presença de estrelas nacionais e latino-americanas. O ápice é o Natal Luz, que prolonga os espetáculos natalinos de novembro à segunda quinzena de janeiro.

ONDE FICAR

A hotelaria é um ponto alto de Gramado. Em 2012, foi inaugurado o Gramado Master Palace, com 240 apartamentos. É mais um empreendimento de alto padrão na região, que, em 2011, ganhou o luxuoso Saint Andrews, o mais confortável de Gramado – e também o mais caro -, com diárias acima de mil reais. No grupo de diárias altas e confortáveis também estão a Varanda das Bromélias, a Pousada La Hacienda e a Estalagem St. Hubertus.

No extremo oposto, há boas hospedagens e com preços acessíveis, como as pousadas Vovó Carolina e Kaster. No bom e barato Gramada Hostel, a diária inclui café da manhã, os apartamentos são novos e bem-cuidados. Além dos quartos coletivos, o albergue tem acomodações para casais e famílias.

ONDE COMER

Comer bem e com fartura é parte da programação em Gramado. O leque gastronômico abrange desde rodízio da Casa di Paolo, que serve um dos melhores galetos do país, às fondues dos estrelados Belle Du Valais e Le Petit Clos. A sequência de fondues por preço fixo é uma oferta comum em Gramado, mesmo nas melhores casas. Não deixe de ir no Gasthof Edekweiss e Bouquet Garni. Não faltam ainda restaurantes com influência alemã e italiana, como as casas de massas, café colonial e carne de caça. A novidade é o restaurante de cozinha variada do luxuoso hotel Saint Andrews.

COMO CHEGAR

De carro, a partir de Porto Alegre, há três caminhos. O mais bonito (e sinuoso) é pela BR-116, mas o mais comum é sair da BR-116 depois de Novo Hamburgo, pegar a RS-239 e, em Taquara, seguir pela RS-115. O mais curto é ir pela cidade de Cachoeirinha, na RS-020, e continuar pela RS-115, depois de Taquara. Do Aeroporto Salgado filho e da rodoviária de Porto Alegre, os mais próximos de Gramado, saem ônibus diários (Viação Citral, 0800-979-1441), com preços entre R$ 21,90 e R$ 28,25. O percurso leva cerca de duas horas.

COMO CIRCULAR

Não há semáforos e o trânsito é ordenado pelas rótulas, como são conhecidas as rotatórias que se encontram, na maioria, ao longo das avenidas principais: a Borges de Medeiros e a das Hortênsias. Boa parte dos hotéis e restaurantes de Gramado concentra-se, aliás, entre as duas vias – o melhor jeito de ir de um lugar a outro é caminhando. Para chegar a lugares mais distantes, há táxis e linhas de ônibus. O circular que vai de Gramado a Canela parte da rodoviária e passa por vários pontos turísticos, como a Aldeia do Papai Noel, chocolaterias e museus. A pé, use livremente as faixas de pedestres – os carros realmente param para você atravessar.

SUGESTÕES DE ROTEIROS

2 dias – Faça compras no Centro, circule pela Rua Coberta e tome um delicioso chocolate quente em um dos cafés por ali. No almoço, prove o galeto do restaurante Casa di Paolo e depois passeie pelo Lago Negro. No jantar, prove uma fondue em um dos restaurantes suíços estrelados da cidade: Belle Du Valais ou Le Petit Clos. No dias seguinte, dê um giro por diversos países, no Mini Mundo, e conheça o Parque do Caracol, na vizinha Canela.

5 dias – É o tempo ideal para aproveitar com calma as principais atrações. Compre o Passaporte Museus de Gramado, que dá direito a entrada no Hollywood Dream Cars, Super Carros, Dreamland Museu de Cera e Harley Motor Show. O Gramadozoo, onde só há bichos da fauna brasileira, é programa imperdível para famílias. E mergulhe na vida rural de Gramado em um roteiro de Agroturismo.

7 dias – Em Canela há diversas atrações para ir com a família, como o recém-inaugurado Terra Mágica Florybal, um parque temático, e o famoso Alpen Park, para quem gosta de aventuras. Outra novidade por lá é o Museu da Moda. O Centro Budista Chagdud Gonpa fica no alto de uma bela colina em Três Coroas, a 31 quilômetros. De volta a Gramado, se você gostou de ver miniaturas, não perca o Mundo Encantado, onde há representações da cidade.

QUANDO IR

No inverno, sobretudo em julho, no Festival de Cinema, em agosto, e no Natal Luz, de novembro à janeiro, a cidade lota, há trânsito e os preços sobem. Para gastar menos, vá entre fevereiro e maio ou entre setembro e outubro.

VIDA NOTURNA

Muita gente jovem se reúne no Bill Bar, uma casa noturna que se tornou point nos fins de semana de Gramado. Também às sextas e sábados, o museu Harley Moto Show se transforma em um pub – quem visita o local durante o dia ganha o ingresso para a balada à noite.