Barcelona

Cidade

Mapa
Ver no mapa:
|
|
 
PREVISÃO DO TEMPO

Fonte: Climatempo
  • www.bcn.cat, www.bcn.es
  • 1.621.000 hab
  • 93
  • +4h (horário de Brasília)

  • Madri 628 km, Sevilha 999 km, Granada 884 km, Córdoba 862 km, Valência 384 km, Santiago de Compostela 1138 km, Toledo 715 km, Navarra 469 km, San Sebastián 565 km, Segóvia 712 km, Salamanca 792 km, Ilhas Baleares 271 km

Ver outros destinos em Espanha »

Roteiro Relacionado

As feições de Barcelona são tão marcantes e únicas que encantam ao primeiro encontro. Boa parte dessa impressão poderosa é fruto da criatividade e ousadia de arquitetos como Gaudí e Domènech i Montaner, autores de ícones extravagantes como a Casa Milá e o Palau de La Música Catalana, respectivamente. No bem preservado Bairro Gótico, ruelas estreitas e escuras são cheias de vida, ao passo que no amplo Eixample os padronizados quarteirões exalam charme e vanguarda cultural. Negligenciada por décadas, a orla marítima surpreende hoje com agradáveis praias e as múltiplas opções culturais de Port Vell. Outro polo de lazer é Montjuïc, que abriga museus, o castelo e várias instalações olímpicas dos Jogos de 1992, como o belo estádio e o Palau San Jordi. Falando em esporte, nada como assistir a um jogo do Barcelona, o Barça, símbolo do orgulho e criatividade catalães, de seu espírito altivo e amor por sua terra.

Nada porém tem o poder atemporal da Sagrada Família. O inacabado templo católico transcende a religião para se tornar um símbolo da cidade, impresso no gênio de Gaudí e nos muitos artistas que ali deixaram sua marca.

COMO CHEGAR (via aérea)

Via aérea: a forma mais prática de chegar em Barcelona é através de voos que passam por Lisboa ou Madri: há muitas conexões disponíveis e não é necessário ir para hubs mais distantes, como Amsterdã, Frankfurt ou Roma. Os voos vindos o Brasil costumam pousar em El Prat (BCN; www.aena-aeropuertos.es), na cidade vizinha de Llobregat. Para chegar ao Centro, prefira o Aerobus, linha circular que liga o aeroporto à Plaça Catalunya em 35 minutos. No entanto, também é possível chegar ao centro com bastante flexibilidade com táxi ou van.

Via terrestre: de carro, partindo de Madri, a 503 quilômetros, use a estrada E-90. Outra opção é o trem: 158 minutos separam Barcelona de Madri pelo serviço de trem expresso AVE (www.renfe.es). Quem faz o trajeto de avião acaba gastando mais tempo, se somar as distâncias da cidade até o aeroporto. 

COMO CIRCULAR

Barcelona possui um excelente sistema de transporte integrado. A combinação de metrô (www.tmb.cat) e ônibus fazem o turista chegar a praticamente todas as principais atrações turísticas com velocidade e muita praticidade. São oito linhas de subterrâneos, cem linhas de ônibus e as linhas de teleférico e funicular de Montjuic. Para compreender o sistema, mapas estão disponíveis em todas as linhas de metrô, mas você também pode traçar sua rota no site da TMB.

Uma viagem simples, não integrada, custa €2 para os ônibus, metrô ou funicular. Um cartão para dez viagens sai por € 9,25, enquanto que há também bilhetes turísticos válidos por vários períodos: 2 dias(€ 12,80), 3 dias (€ 18,50), 4 dias (€ 23,50) e 5 dias (€ 28). Há outros descontos para crianças e estudantes.

Andar de carro em Barcelona não é muito fácil. Apesar da boa qualidade de suas ruas e sinalização, o típico trânsito pesado de grandes cidades e a dificuldade em estacionar não são encorajadores. Se mesmo assim você tiver que ter um, tenha um mapa ou navegador GPS à mão.

ONDE FICAR

Barcelona possui uma enorme variedade de hotéis. Como principal cidade industrial do país, aqui não faltam bons estabelecimentos de bandeiras internacionais como NH, Tryp, Accor e Meliá, oferecendo todo conforto e infraestrutura. Uma região muito agradável é Barceloneta, assim como o entorno da estação Sants, a Diagonal, o Passeig de Gràcia e as Rambals oferecem muitas opções, todas nas proximidades de restaurantes, bares, cafés e bancos.

Uma tendência que vem se firmando em Barcelona são os hotéis e albergues butique. Móveis de design, decoração vanguardista e serviço personalizado são a perfeita contraposição à pasteurização dos hotéis de rede. Um hotel que fica entre estes dois mundo, sofisticação e apelo global, é o Mandarin Oriental, chiquetérrimo até a raíz.

ONDE COMER

Na última década e meia a Catalunha disputa com o País Basco o título de principal celeiro de chefs estrelados do planeta. Nomes de apelo internacional como Feran Adrià inovaram com sua cozinha lúdica, que brinca com texturas, formas e cores. Todavia, como bolhas com ar açafrão e gelatinas de verdura não são para o gosto de todos, Barcelona segue forte com um destino onde se come bem, e de tudo. Esparramada sobre o Mar Mediterrâneo -- a via que lhe trouxe influências francesas, italianas, gregas e árabes -- a base de sua gastronomia aproveita-se bem de pescados.

Mas não é só isso. Aqui estão também símbolos da cozinha espanhola como as tapas e a paella, doces despudoramente tentadores como tocino del cielo e crema catalana, alguns bons vinhos como os cavas e uma bebidinha doce que agrada as criança a orchata de chufa, feita com uma espécie de amêndoa.

Enquanto que os restaurantes mais requintados exigem reservas com antecedência -- alguns, inclusive, de alguns meses -- os estabelecimentos mais simples não requerem muita cerimônia, oferecendo cardápios completos e com preços razoáveis. De um bar de tapas a um charmoso café nas Ramblas, com certeza voce não terá problemas à mesa por aqui.

Informações ao viajante
  • Espanhol e catalão
  • Euro
  • 900-99-00-55
  • Não é necessário.
  • Para entrar na Espanha, nenhuma vacina é obrigatória.
  • SES, Qd. 811, lote 44, Brasilia (DF)
    +61 3701-1600; 3701-1626
De abril a outubro, de preferência.No verão pode fazer calor demais, mas de todo modo é quando a cidade fica mais agitada. Em abril celebra-se San Jordi, o padroeiro da Catalunha, e tudo fica colorido e enfeitado com as cores vermelho e dourado.
Comente