Sevilha

Cidade

Mapa
Ver no mapa:
|
|
 
PREVISÃO DO TEMPO

Fonte: Climatempo
  • www.sevilla.org
  • 704.000 hab
  • 95
  • +4h (horário de Brasília)

  • Madri 529 km, Barcelona 999 km, Granada 251 km, Córdoba 142 km, Valência 659 km, Santiago de Compostela 886 km, Toledo 439 km, Navarra 933 km, San Sebastián 915 km, Segóvia 576 km, Salamanca 459 km, Ilhas Baleares 955 km

Ver outros destinos em Espanha »

Imagine lindas dançarinas de flamenco realizando elegantes movimentos de mãos e enérgicas batidas de pés sobre o tablado. Ou pense em um toureiro em seu dramático embate com o touro na areia dourada de fim de tarde. Ou, finalmente, imagine-se numa tasca barulhenta cheia de amigos papeando ao redor de pratinhos repletos de iguarias como gordas azeitonas, jamón serrano e chorizo, tudo sendo regado por um perfumado vinho de Jerez. Essa Espanha idealizada existe e em nenhum outro lugar suas formas são mais concretas do que em Sevilha. Todavia, aqui também é a terra dos imperadores romanos Trajano e Adriano, dos magníficos reales alcázares e da estupenda Catedral gótica cujo campanário era um minarete, a Giralda. Sevilha é a Espanha dos sonhos, mas também dos prazeres profanos, das fiestas e do fervor da Semana Santa. E, é claro, das castanholas que você vai morrer de vontade de levar como lembrança.

COMO CHEGAR

Há voos diretos de Madri para as principais cidades andaluzas. O trecho até Sevilha dura uma hora e meia, com desembarque no Aeropuerto de San Pablo, que fica a 12 quilômetros da cidade. É possível chegar a Sevilha também de ônibus. A Estación de Autobuses Prado de San Sebastián possui conexão com Córdoba, Granada e Barcelona. Já da Estación de Autobuses Plaza de Armas há saídas para Madri e até mesmo Portugal. Se a opção for viajar de trem, a estação Santa Justa tem conexão diária com Madri, Barcelona, Córdoba e Granada. 

COMO CIRCULAR

Boa parte das principais atrações de Sevilha estão razoavelmente próximas umas das outras e, com exceção do alto verão, é agradável andar por aqui. As linhas de ônibus interligam toda a cidade e o metrô é conveniente. Ele tem 18 quilômetros de extensão e 22 estações, todas com estacionamento para bicicletas. Aliás, esta é uma forma muito bacana de conhecer Sevilha, contando com um serviço de empréstimo de magrelas, o Sevici (www.sevici.es), com 250 postos de serviço.

ONDE COMER

Nenhuma outra cidade espanhola resume melhor o apetite por boa comida e vinhos que Sevilha. Aqui, como em nenhum outro lugar, o verbo tapear é levado a sério. Entre em um bar, prove um jerez e uma media ración de sua tapa favorita -- um pratinho com gordas azeitonas besuntadas em óleo de oliva, lulas em rodelas, uma fatia de pão, crocante na casca e macia no interior, coroada por uma sedosa fatia de presunto crú ou uma fritada de ovos. Daí, pule para o próximo bar, e para o seguinte, até não as horas da noite não aguentarem tanta conversa.

Durante o dia também não faltarão boas opções, com preços razoáveis e ingredientes puramente andaluzes.

Informações ao viajante
  • Espanhol
  • Euro
  • 900-99-00-55
  • Não é necessário.
  • Para entrar na Espanha, nenhuma vacina é obrigatória.
  • SES, Qd. 811, lote 44, Brasilia (DF)
    +61 3701-1600; 3701-1626
Para curtir temperaturas mais amenas, o ideal é visitar Sevilha de março a junho e de setembro a novembro. A alta temporada é entre abril e maio, quando a cidade vive suas festas populares: a Semana Santa e a Feria de Abril, evento tradicional que ocorre duas semanas depois da Páscoa, com muita música, dança e bebida.
Comente