Washington, D.C.

Cidade

Mapa
Ver no mapa:
|
|
 
PREVISÃO DO TEMPO

Fonte: Climatempo
  • www.washington.org
  • 600.000 hab
  • 202
  • -2h (horário de Brasília)

  • Nova York 365 km, Filadélfia 220 km

Ver outros destinos em Estados Unidos »

Roteiro Relacionado

Para a maioria das pessoas em todo o globo, Washington, D.C. é apenas lugar com uma casa branca ocupando muito espaço nos noticiários. Há quase um século essa cidade no noroeste dos Estados Unidos, no chamado Distrito de Columbia, é o centro do poder político ocidental e de lá saem decisões que repercutem na vida de bilhões de pessoas.

Washington (não confundir com o estado, que fica no noroeste do país e tem Seattle como sua capital) pode ter essa aura manipuladora, ancorada por seus grandiosos monumentos, mas não deixa de ser um destino turístico de primeira. Para começar, visite os ícones que você conhece como pano de fundo dos jornalistas que cobrem os bastidores da cidade, como a Casa Branca, o Capitólio do Congresso, o Lincoln Memorial e a o Monumento a Washington, o icônico obelisco próximo ao espelho d'água onde Forrest Gump se jogou nos braços de sua amada Jenny.

Além de magníficas salas de espetáculo, como o JFK Center of Performing Arts, e bibliotecas, como a do Congresso - com uma coleção com cerca de 150 milhões de volumes, a cidade possui ainda alguns dos melhores museus dos Estados Unidos, como os dezenove do complexo Smithsonian, que cobrem diferentes campos das ciências, indústria e artes. Destaque para o Air and Space Museum, que conta com um impressionante acervo de aviões e espaçonaves, incluindo o Spirit de Saint Louis, de Lindenbergh, o Flyer, dos irmãos Wright, e um módulo lunar do programa Apollo. Não deixe de conhecer também o museu da National Geographic Society, com exposições de fotos sobre os feitos de seus exploradores.

COMO CHEGAR

Washington é servida pelo Aerporto Internacional de Dulles-Washington, com voos diretos saindo de Rio de Janeiro e São Paulo através da Tam (www.tam.com.br). Companhias como Delta (www.delta.com) e American Airlines (www.aa.com) fazem pelo menos uma escala. Note que esse aeroporto é uma dos que possuem maiores níveis de segurança no país, então pode haver vários transtornos como filas e vistorias.

A cidade também é ligada ao resto do país pelo sistema ferroviário da Amtrak (www.amtrak.com), através da estação Union Station (Columbus Circle, logo ao norte do Capitólio). A viagem desde Nova York dura cerca de 3h, com várias partidas diárias, e custa a partir de US$ 84. A estação é servida pela linha vermelha do metrô e também possui ampla oferta de táxis.

COMO CIRCULAR

O Washington Metropolitan Area Transport Authority (www.wmata.com) administra os serviços de ônibus e metrô. Como há muito poucas opções de estacionamento próximo às principais atrações, principalmente aquelas próximas ao National Mall (como os museus do Instituto Smithsonian) e ao Congresso, o transporte público é de longe o mais conveniente. Adquira o passe SmartTrip Card para descontos e utilize o site para planejar seus itinerários e para evitar perder dinheiro, já que o Metrobus não dá troco. Há ainda a opção de carregar o cartão para viagens ilimitadas em um dia.

Boa parte das melhores atrações da cidade estão ao longo do National Mall, como os museus do Smithsonian, e caminhar por esta ampla área é um dos mais agradáveis passeios na cidade.

ONDE FICAR

Pense em Brasília. Durante a semana a cidade está lotada de congressistas, assessores, lobistas e gente com reuniões marcadas com órgãos do governo. No fim de semana, o movimento arrefece, a ocupação cai, assim como o valor das diárias. Washington DC funciona da mesma forma e, como a maioria das pessoas cá e lá viajam como pessoa jurídica (ou pior, com a contas pagas pelo povo), os preços não são nada convidativos. Há boa oferta de quartos, dos luxuosos aos mais modestos, mas nenhum deles é claramente econômico. Um período um pouco mais acessível são os fins de semana do verão, quando o Congresso e outras instituições estão em recesso. Outra dica para escapar dos altos preços é procurar hospedagem no vizinho estado da Virgínia. Mesmo distante, pagando táxi ou usando transporte público, o valor muitas vezes compensa.

GASTRONOMIA

Como capital do país mais rico do mundo, Washington, D.C. possui dezenas de embaixadas e representações internacionais. Como consequência, a cidade está repleta de estrangeiros, todos ávidos em matar as saudades de casa com aquela comidinha autêntica de casa. Espere então bons restaurantes, em todas as faixas de preço, especializados em comida mexicana, japonesa, chinesa, caribenha, francesa, italiana e por aí vai. De casas acostumadas a diplomatas a lanchonetes simplezinhas, a cidade pode não ser um destino gourmet, mas cai bem no gosto do viajante.

Informações ao viajante
  • Inglês
  • Dólar norte-americano
  • 1800-344-1055, 1800-283-1055 ou 1800-283-1055
  • é necessário. Mais informações no www.visto-eua.com.br
  • sem medidas especiais de saúde
  • SES - Av. das Nações, Quadra 801, Lote 03 70403-900 - Brasília, DF
    (61) 3312-7000
Entre março e novembro. Nevascas são frequentes nos meses de dezembro, janeiro e fevereiro