Machu Picchu

Cidade

Mapa
Ver no mapa:
|
|
 
PREVISÃO DO TEMPO

Fonte: Climatempo
  • www.machupicchu.gob.pe
  • -2h (horário de Brasília)

  • Lima 1.183 km, Cusco 112 km

Ver outros destinos em Peru »

Machu Picchu é simplesmente a atração número um do Peru e talvez da própria América Andina. Desde que a descoberta científica da cidadela inca foi anunciada pelo historiador americano Hiram Bingham em 1911, sua complexa e misteriosa arquitetura encastelada num cenário montanhoso dramático vem atraindo turistas de todo o mundo.

Tanta popularidade levou Machu Picchu, uma das novas sete maravilhas do mundo, a sofrer com o turismo desenfreado e alguns dos preços mais altos do país. Mesmo assim, hordas de turistas desembarcam sem parar nessa antiga cidade inca de pedra, seja pela clássica Trilha Inca ou por trens vindos de Cusco. E motivos não faltam para tamanha determinação. Machu Picchu, que em língua quéchua significa “montanha velha”, está localizada sobre uma montanha de granito e abriga impressionantes construções erguidas com pesados blocos de rocha. Cercado de enigmas a respeito de sua criação e serventia, o local, declarado pela Unesco como Patrimônio Cultural e Natural da Humanidade, está a 112 quilômetros de Cusco e 2.350 metros acima do nível do mar.

Para muitos, é a viagem de uma vida.

Atenção: devido à rápida degradação do sítio, o governo peruano vem limitando o número de visitantes ao local. Para quem viaja com agências, elas providenciarão a reserva para ingresso às ruínas, mas os independentes o deverão fazê-lo com antecedência junto às autoridades.

COMO CHEGAR

Avião

De Lima para Cusco, há voos diretos pelas empresas Lan (0800-7610056, www.lan.com) Star Perú (1/213-8813, www.starperu.com) e Taca (0800-761822, www.taca,com). O aeroporto Alejandro Velasco Astete fica a menos de 4 quilômetros da cidade.

Trilha Inca

Para alcançar Machu Picchu, uma das alternativas é fazer a pé a Trilha inca. São várias rotas para se chegar ao alto da montanha. A caminhada mais comum é a que leva quatro dias de duração e cruza montanhas como Warmiwañusqa  e Runkuraqay, a 4.200 e 3.860 metros sobre o nível do mar, respectivamente. Essas jornadas são organizadas por agências como a Camiño Inca (www.caminoincamachupicchu.com), Amazing Adventure (www.amazingadventureperu.com), Kintu (www.kintuexpeditions.com) e Topex Expeditions (www.topexpeditions.com).

A viagem começa em Piskacucho, pequeno povoado localizado no km 82 da ferrovia Cusco-Machu Picchu, a mesma por onde passam os trens que ligam Cusco a Aguas Calientes (Machu Picchu Pueblo). Dali, a caminhada costuma seguir o seguinte roteiro:  1.º dia (sete horas): Piskacucho-Llulluchapampa; 2.º dia (oito horas): Llulluchapampa-Chaquicocha; 3.º dia (sete horas): Chaquicocha-Wiñaywayna; 4º (uma hora e meia): Wiñaywaya – Intipunku.

Quem quiser ver as ruínas de Qoriwayrachina, Waynaq'ente e Machuq'ente deve seguir pela rota que sai do km 88 da mesma via férrea. O viajante que tiver menos tempo disponível pode realizar o roteiro de dois dias, que começa no km 104.

Trem

Esse é o meio mais popular para se chegar a Machu Picchu. O serviço é operado pela Peru Rail (www.perurail.com) e pela Inca Rail (www.incarail.com). Cada empresa oferece três opções de trem todos os dias entre Cusco e Aguas Calientes, com distintas categorias e preços.

A Peru Rail, por exemplo, tem o Vistadome, uma viagem de pouco mais de três horas em vagões com janelas e teto panorâmicos; o Expedition, voltado para mochileiros; e o Hiram Bingham, um serviço luxuoso da Orient Express que inclui refeições a bordo, transporte até a cidadela de Machu Picchu, acompanhamento de guia e um chá da tarde no Machu Picchu Sanctuary Lodge, o único hotel localizado na região de Machu Picchu.

Uma vez em Aguas Calientes, o visitante deve caminhar 700 metros até a entrada do sítio ou tomar um dos ônibus que sobem até o local. Procure sair no primeiro horário para poder aproveitar o atrativo sem pressa. As tarifas para o trecho Cusco-Machu Picchu custam S/. 162,40 (Expedition), S/. 205,90 (Vistadome) e S/. 868,55 (Hiram Bingham). Recomenda-se reservar com antecedência no site de cada empresa, ou por meio do www.trenesamachupicchu.com.

Informações ao viajante
  • Espanholquéchua
  • Nuevo Sol
  • 0800-50190
  • Não é necessário.
  • É exigida apresentação do Certificado Internacional de Vacinação ou profilaxia contra a febre amarela. Aconselha-se a vacinação com uma antecedência mínima de dez dias antes da partida.
  • SES, Qd. 811, lote 43, Brasília (DF)
    61 3242-9435
Em Cusco, há duas estações, a seca (abril a outubro) e a chuvosa (novembro a março). Já para visitar Machu Picchu o ideal é planejar a viagem para abril, maio, junho, setembro e outubro. Nos demais meses chove ou tem turista demais.
Comente