Matérias 28/10/2011

70 sugestões de passeio pelas montanhas, litoral e interior paulistas

A seleção do GUIA QUATRO RODAS Fim de Semana inclui hotéis, restaurantes e atrações da Serra da Mantiqueira ao Litoral Norte

por redação viajeaqui

divulgação

Juquehy Praia Hotel

divulgação

Piscina do Juquehy Praia Hotel, na Praia de Juqueí, em São Sebastião

Respirar novos ares, ver outras paisagens, dar uma escapada até o litoral. Com o Guia Fim de Semana 2011/2012, publicação do GUIA QUATRO RODAS lançada em junho de 2011, é possível selecionar o melhor da hotelaria, gastronomia e lazer de 86 cidades paulistas e do sul mineiro e fluminense. Essas indicações espertas servem não só para quem quer aproveitar o descanso semanal mas também para fugir da capital nos feriados prolongados. Alguns desses destinos você confere a seguir.

MONTANHA

Campos do Jordão (DDD 12)

Pelas ruas da Vila Capivari, o centrinho de Campos, espalham-se construções alpinas com restaurantes, cafés e lojas de chocolates e de malhas. Ali ficam as mesinhas da cervejaria Baden Baden (Rua Djalma Forjaz, 93, 3663-3659; Cc: A, D, M, V; Cd: todos), uma instituição jordanense. Fora do centro, o restaurante alemão Harry Pisek (Estrada do Horto, 857, 3663-4030; Cc: A, D, M; Cd: M, R) serve 30 tipos de salsicha com uma deliciosa mostarda com mel. Na mesma estrada, o parque Aventura no Rancho (3663-7400; Cc: A, D, M, V; Cd: todos) ajuda na digestão com sete estações de arvorismo (R$ 45 a R$ 80). Já o Centro de Lazer Tarundu (3668-9595; Cc: A, M, V; Cd: todos), no lado oposto da cidade, reúne tirolesa, paintball e cavalgada (R$ 10 a R$ 90 por atividade). Mais cultural, o Palácio Boa Vista (3662-1122; visitas guiadas), residência de inverno do governador de São Paulo, guarda obras de modernistas como Portinari, Tarsila do Amaral e Brecheret. Perto dali, o Auditório Cláudio Santoro, palco principal do Festival de Inverno, fica em uma área verde com 90 esculturas da polonesa Felícia Leirner e vista para a Pedra do Baú (guias pelo 3663-8375). Para se proteger do frio, a pousada Chateau La Villete (Rua Cantídio Pereira de Castro, 100, 3663-2767; diárias desde R$ 680; Cc: A, D, M, V; Cd: todos) é bem aristocrática, ao contrário da simpática Ararinha Azul (Rua Paulo Dubieux, 391, 3664-3756; diárias desde R$ 345). Top da cidade, o Grande Hotel (Avenida Frei Orestes Girardi, 3549, 0800-770-0790; diárias desde R$ 960 com pensão completa; Cc: A, D, M, V; Cd: todos) reúne piscina térmica, quadras e o restaurante estrelado Arte da Pizza.

Santo Antônio do Pinhal (DDD 12)

Sem a badalação da vizinha Campos do Jordão, Pinhal preserva um jeitinho de roça e o clima da serra. Na Estrada do Pico Agudo, você encontra aconchego em pousadas como a Quinta dos Pinhais (3666-2030; diárias desde R$ 565; Cc: M, V; Cd: todos), que tem chalés com lareira, TV de LCD e DVD, e a Villa Rhústica (3666-2603; diárias desde R$ 235). Morro acima, ao final de 5 km de terra o Pico Agudo descortina o Vale do Paraíba e é ponto de decolagem de voos de parapente e asa-delta (agende pelo 3666-1815). Na parte baixa da cidade, a SP-046 conduz ao Jardim dos Pinhais (nº 2600, 3666-2021; R$ 18; Cc: M, V; Cd: todos), com projetos ornamentais de diversas partes do mundo, e ao restaurante Arco-Íris (3666-1517; Cc: M, V; Cd: todos), que prepara trutas frescas. Antes de deixar Pinhal, visite o Café Das Senhoritas (Avenida Ministro Nelson Hungria, 560; Cc: M, V; Cd: todos), pretexto para comprar os deliciosos alfajores da marca, e a adega A Bodega (Estrada do Machadinho, 3666-1326), onde há 45 tipos de cachaça para provar e levar.

São Bento do Sapucaí (DDD 12)

Base mais próxima para subir a Pedra do Baú (9602-6658; R$ 55), São Bento é o lar de Ditinho Joana (Bairro do Quilombo, 3971-2579), artesão que esculpe inconfundíveis botinas velhas em jacarandá (R$ 100 a miniatura). Mescla de pesqueiro, restaurante e pousada, o Pesca na Montanha (km 16 da Estrada do Paiol Grande, 11/3815-9699; R$ 5,50 a entrada; diárias desde R$ 228) tem lago com trutas e promove oficinas de arte, caça ao tesouro e atividades de aventura. Mais requintada e privativa, a Pousada do Quilombo (Estrada do Quilombo, 1403, 3971-2688; desde R$ 420 com almoço; Cc: A, M, V; Cd: todos) conta com piscina, ofurô, massagens e recreação. Para provar o inusitado sorvete de parmesão da cidade, vá ao Frutas ao Mel (Avenida Rodrigues Alves, 386, 3971-1202; Cc: M, V; Cd: todos).

INTERIOR

Brotas (DDD 14)

Descer as corredeiras do Rio Jacaré-Pepira de bote inflável ainda é o passeio clássico da cidade. Com duração de 3 horas, o rafting (Alaya, 3653-5656; H2Omem, 3653-4700) custa, em média, R$ 80. No bairro do Patrimônio, diversas cachoeiras formam poços para banho e são usadas para a prática de rapel (H2Omem, 3653-4700). Novidade entre as tirolesas, a Canopy Fly (MataNativa, 3653-4047; R$ 85) atravessa 1 300 metros de vale, a 70 km/h, com o praticante em posição rasante. Para pular de galho em galho, o circuito de arvorismo mais completo é o do Verticália (Alaya, 3653-5656; R$ 65), com 34 atividades. Entre as hospedagens, são boas opções o Recanto Alvorada Eco Resort (SP-197 para Torrinha, km 13, 3653-9910; diárias desde R$ 299), com TV de LCD, DVD e cama-box nos quartos, e a Pousada Villa do Conde (Avenida Mário Pinotti, 640, 3653-1133; diárias desde R$ 150), a melhor do centro. Na mesma rua, o restaurante Vicino Della Nona (nº 455, 3653-1052; Cc: A, D, M, V; Cd: todos) tem boa mesa de antepastos e cardápio variado. No Emporio Di Vino (Avenida Mario Pinotti, 239, 3653-9915, Cc: A, M, V; Cd: todos), os sanduíches de frios podem ser saboreados com vinhos ou cervejas importadas.

Campinas (DDD 19)

Apesar da vocação business, a cidade abriga o Royal Palm Resort (0800-727-6925; diárias desde R$ 644; Cc: A, D, M, V; Cd: todos), que tem enorme área de lazer, três restaurantes, bares, cafeteria, adega, lojas, cinema e spa. No distrito de Joaquim Egídio, o restaurante italiano La Campagna (Estada das Cabras,km 5,5, 3298-6572; Cc: M; Cd: M, R) dará ares interioranos ao seu almoço de fim de semana.

Itapira (DDD 19)

Na Hospedaria Águas Claras (acesso pelo km 35 da SP-147, 11/3044-1893; diárias desde R$ 524 com pensão completa), quase todos os quartos estão na casasede de uma fazenda de café ainda em atividade. Nos chalés há cama-king, hidro e lareira, mas são nos passeios de jipe e a cavalo que os hóspedes esquecem a vida.

Itatiba (DDD 11)

No casarão da Fazenda Dona Carolina (acesso pelo km 39,5 da SP-063, 4534-9100; diárias desde R$ 734 com pensão completa; Cc: A, D, M, V; Cd: todos) há todo um clima de interior, sensação refor reforçada pelas mesas fartas e pela moda de viola. Recreação infantil e cavalgadas estão entre as atividades de lazer. Tão lúdico quanto, o Zooparque (acesso pelo km 95,5 da Rodovia Dom Pedro I, 3323-6215; R$ 24; Cc: M, V; Cd: todos) tem os animais de um zoo comum - macacos, girafas e elefantes -, mas mantém trilhas rústicas cercadas de muito verde.

Itu (DDD 11)

Há quem vá à terra dos exageros somente para comer o bife à parmegiana do Bar do Alemão (Rua Paula Souza, 575, 4022-4284; Cc: M; Cd: M, R), com 600 gramas de filé-mignon. Após bater perna pelos antiquários e igrejas do centro, saboreie um expresso com queijadinha na Senzala (Praça Padre Miguel, 83, 4022-4657). Para um fim de semana rural, o hotel Fazenda Capoava (acesso pelo retorno do km 90 da antiga Marechal Rondon, 8 km de terra, 2118-4100; diárias desde R$ 793 com pensão completa; Cc: A, D, M, V; Cd: todos) tem casa-sede original, promove cavalgadas e serve comida no fogão a lenha.

Itupeva (DDD 11)

Grande complexo de diversões, o km 72 da Rodovia dos Bandeirantes enfileira o Hopi Hari (0300-789-5566; www.hopihari.com.br), com a motanha-russa Montezum e outras 30 atrações, o parque aquático Wet’n Wild (4496-8000; www.wetnwild.com.br) e, do outro lado da pista, o Outlet Premium (4496-7000; 9h/21h), que reúne grifes como Armani, Diesel e Osklen. De frente para os parques, o Quality Resort (0800-55-5855; diárias desde R$ 400; Cc: A, D, M, V; Cd: todos) tem localização conveniente.

Taubaté (DDD 12)

No hotel Fazenda Mazzaropi (saída 109 da Via Dutra, 0800-011-7877; diárias com pensão completa desde R$ 520), a criançada curte a vida caipira em charretes e na fazendinha. Para um almoço bate e volta, o Le Bistro (km 4 da SP-123, 3686-1882; Cc: A, D, M, V; Cd: todos) prepara receitas franco-italianas em um antigo armazém, no coração do distrito de Quiririm. Ali, as tradições italianas são preservadas pela Cantina Gadioli (Acesso pelo km 4,5 da SP-123, 3686-1683), que tem bufê de antepastos, e pelo Mercato Della Colonia (SP-123, km 4,5, 9163-0504), uma ampla praça de alimentação com seis cantinas, massas fartas e preços acessíveis.

LITORAL NORTE

Ilhabela (DDD 12)

Entre morros verdejantes e um canal salpicado de barcos a vela, a ilha abriga uma charmosa vila com lojas e cafés. Entre os restaurantes, o Cheiro Verde (Rua da Padroeira, 109, 3896-3245; 2ª e 4ª/5ª 1h30/17h, 6ª/ dom 11h30/23h; Cd: todos) é simples e concorrido, enquanto o novo Carol Bistrô (Praça Coronel Julião, 53, 3895-8129; 2ª e 5ª/sáb 19h/23h30, dom 14h/22h30; Cc: D, M, V; Cd: todos) prepara receitas franco-italianas. Localizado na Praia do Curral, a mais badalada, o hotel DPNY Beach (3894-3000; diárias desde R$ 343; Cc: A, D, M, V; Cd: todos) tem até máquinas Nespresso nos quartos. Seu restaurante, o Tróia, serve pratos de influência mediterrânea. Inspirado na cozinha tailandesa, o Marakuthai (Saco do Indaiá, 3896-5874; Cc: D, M, V; Cd: todos) tornou famosa a chef Renata Vanzetto. Para conhecer os recantos da ilha, há bons passeios, como o de escuna para as praias da Fome e do Jabaquara (3896-4019; R$ 50); de lancha e jipe até a Praia de Castelhanos (3896-1418; R$ 120); e a pé, em uma trilha de 4 horas, ou de lancha (3896-4019; R$ 140) para a bela Praia do Bonete. Opção econômica, a Pousada Pedra Menina (Praia do Pinto, 3896-1357; diárias desde R$ 180) é comandada de perto pela proprietária Márcia Machado e tem apenas cinco chalés, todos com decoração caprichada. O mesmo estilo gracioso pode ser visto nas salas de estar e de meditação.

São Sebastião (DDD 12)

É um verdadeiro menu degustação do Litoral Norte. Para uma viagem em família, as praias ideais são Paúba e Barra do Saí, pela tranquilidade e beleza, e Boiçucanga e Juqueí, pela infra de comércio e serviços. Se a intenção é descansar ou namorar, considere Toque-Toque Grande e Pequeno, mais retiradas. Para surfar ou curtir a balada, Maresias é imbatível, seguida de perto por Camburi, que reúne o melhor da gastronomia. Dois dos melhores restaurantes do litoral estão ali: o Manacá (Rua Manacá, 102, 3865-1566; Cc: A, D, M, V; Cd: todos), cercado de vegetação tropical, e o Acqua (Estrada do Camburi, 2000, 3865-1866; 6ª/sáb 14h/1h, dom 13h/22h; Cc: A, D, M, V; Cd: todos), com incrível vista para o mar. Na lanchonete Tubarão (Rua Uberlândia, 184, Camburi, 9768-4802; Cd: M, V), são hits entre os surfistas o suco de açaí e uma farta torta de frango. À noite, a juventude dourada bate ponto no Sirena (Rua Sebastião Romão Cesar, 418, Maresias, 11/3077-0020), que traz DJs internacionais. Badalada no verão, a região tem pousadas como a Azul Maria (Avenida Deble Luiza Derani, 2156, Baleia, 3863-6454; diárias desde R$ 450; Cc: A, M, V; Cd: todos), com quartos com hidro ou ofurô, e até um hotel de porte, o Juquehy Praia (Avenida Mãe Bernarda, 3221, 3891-1000; diárias desde R$ 500; Cc: D, M, V; Cd: todos), que elenca recreação, piscina infantil e brinquedoteca. Pé na areia, o Maresias Beach (Avenida Francisco Loup, 1109, 3891-7500; diárias desde R$ 300; Cc: A, D, M, V; Cd: todos) tem piscina de frente para o mar e serviço de praia. Já na Pousada Canto Verde (Rua Manoel Nunes Passos, 200, Boiçucanga, 3865-3335; diárias desde R$ 150; Cc: A, D, M, V; Cd: todos), a diversão está em uma área de lazer com tirolesa e trilhas.