Edição 195/ Janeiro de 2012 03/01/2012

Ibiza é aqui

Espreguiçadeiras, DJs, espumantes na areia. A febre dos beach clubs europeus chegou de vez ao litoral brasileiro

por Júlia Gouvea

Divulgacão

Beachclub P12, em Florianópolis

Divulgacão

Beachclub P12, em Florianópolis

Imagine um lounge com piscina à beira-mar, cercado por espreguiçadeiras almofadadas e um DJ (gringo, de preferência) agitando a moçada. Essa ideia de balada diurna na praia, importada de polos mundiais da ferveção, como Ibiza (Espanha), St. Tropez (França) ou Mykonos (Grécia), desembarcou no país para ficar. Selecionamos os mais hypados do momento.

MARESIAS, SP

O Fire Up Parador (www.deep.pro.br; desde R$ 20 para mulheres; desde R$ 50 para homens) abre só nos fins de semana, mas bomba. No dia 14 de janeiro, promove a festa Nikki Beach, uma “filial por um dia” do famoso clube de praia de Miami.

FLORIANÓPOLIS, SC

O babado é forte no P12 (www.eldivinobrasil.com.br; desde R$ 30 para mulheres; desde R$ 50 para homens), no canto oeste de Jurerê, club que comporta 2 mil pessoas. Em janeiro rolam shows de Banda Eva, Kid Abelha e Seu Jorge.

TRANCOSO, BA

Antigo tostex, o Fly Club (73/3668-1314) reúne gente nas espreguiçadeiras enquanto DJs atacam nas picapes. À noite, há festas no espaço. Não são cobrados couvert e consumação mínima.

ILHABELA, SP

o Seaclub (www.seaclub.com.br; R$ 50 de consumação mínima), no saco da Capela, abre às 10 horas, mas Deus sabe a hora de fechar. Aos fins de semana há as sunset sessions, que começam no pôr do sol e emendam nas night parties, que vão longe...

GUARUJÁ, SP

Escondido na Praia de são Pedro, o Café de la Musique (www.cafedelamusiquesaopedro.com.br) fica na Marina tchibum – é comum os habitués chegarem de lancha. Os estilistas Amir slama e Valdemar iódice assinam a decoração.

Comente