Edição 200/Junho de 2012 30/05/2012

Gramado: nascida para o frio

Melhor destino de inverno do Prêmio VT 2011/2012

por Redação VIAGEM E TURISMO

Shinichiro Fukunaga

Pedalinhos refletidos no espelho do Lago Negro, Gramado

<p> Shinichiro Fukunaga</p>

Pedalinhos refletidos no espelho do Lago Negro

Em julho, com a bênção do frio, a capital brasileira do inverno atrai uma multidão de turistas que lota hotéis e recantos como a Rua Coberta – coberta, no caso, por um telhado translúcido com trepadeiras e repleta de cafés, bistrôs e cadeiras forradas com lã. O frio acentua também o caráter cênico de Gramado: como o Velho Mundo ensina, temperaturas próximas a zero ornam melhor com predinhos bávaros e de arquitetura enxaimel, bosques como os que rodeiam o Lago Negro e panorâmicas serranas da estirpe do belvedere do Vale do Quilombo, foto clássica da cidade.

Agroturismo

A zona rural pode ser conhecida em três roteiros, sempre a bordo de um ônibus e ao som de um acordeonista. O Mergulho no Vale (R$ 70) inclui café com colonos e um sítio de orgânicos; o Quatrilho (R$ 75) leva aos cenários do filme que concorreu ao Oscar; e o Raízes Coloniais (R$ 80) visita uma produção de erva-mate. (54/3286-1916)

Aldeia do Papai Noel

Aqui é Natal o ano todo: você vê uma fábrica de brinquedos, a casa do Bom Velhinho, um jardim de elfos e até renas de verdade. Um monorail percorre a propriedade do alto e escancara o Vale do Quilombo. (Rua Bela Vista, 353, 54/3286- 7332; R$ 14)

Cantinas

Marca da cidade: cantinas com toalhas listradas, decoração colonial e cardápio “monte sua própria massa”. Cantina del Vicolo (Rua Wilma Dinnebier, 91, 54/3286-9478) e Pastasciutta (Avenida Borges de Medeiros, 2083, 54/3286-2131)

Couro

Quem não tem lã caça com couro. Na loja Malacara (Rua Senador Salgado Filho, 190, 54/3286-6866), o forte são as botas. Na Black Bull (Avenida das Hortênsias, 4983, 54/3286- 2448) você pode conhecer até a fábrica.

Festival de Cinema

Com as indefinições de Paulínia, Gramado manteve seu tapete vermelho como o mais festejado do cinema nacional. Em agosto, quando o frio ainda predomina, jornalistas, cinéfilos, atores e diretores se juntam na cidade para conhecer os vencedores do Kikito. As projeções são no Palácio dos Festivais. (festivaldegramado.net)

Gastronomia bucólica

Gramado tem boas mesas e, melhor ainda, cenários para refeições inesquecíveis. No La Hacienda (Acesso pelo km 37 da RS-115, 54/3295-3025), o salão é todo decorado com móveis de madeira de demolição. O classudo La Table d’Or (Rua da Carrière, 525, 54/3286-6263), de cozinha mediterrânea, está encravado no parque do Lago Negro. E o Bouquet Garni (Rua Leopoldo Rosenfeldt, 986, 54/3295-1666) privilegiou as paredes envidraçadas para descortinar o Lago Joaquina Bier, bem em frente.

Gramado a motor

O que harmoniza melhor com a moda à europeia do que carrões como a Ferrari F36 e o Lamborghini Gallardo? No Super Carros (Avenida das Hortênsias, 4635, 54/9139-3021) você conhece esses possantes de perto e os aluga para dar umas bandas. Para voltar no tempo, siga para o museu Hollywood Dream Cars (Avenida das Hortênsias, 4151, 54/3286-4515; R$ 17), que expõe 28 carrões clássicos, e termine o dia com um drinque no museu e bar Harley Motor Show (Avenida das Hortênsias, 5507, 54/3286-5100; R$ 20).

Kurotel

Parece um hotel – e tem conforto para sê-lo. Mas trata-se do melhor spa da América Latina segundo o guia Condé Nast Johansens. Quem não banca os pacotes semanais aproveita a insuperável estrutura no anexo Kur Estação das Águas, que tem day spa. (Rua Nações Unidas, 533, 54/3295-9393)

Os canteiros impecáveis da Avenida Borges de Medeiros, Gramado

<p> Shinichiro Fukunaga</p>

Os canteiros impecáveis da Avenida Borges de Medeiros - Foto: Shinichiro Fukunaga

Le Jardin Parque de la Lavanda

O lilás das flores típicas da Provence, no sul da França, está em todos os lugares da loja, mas é em novembro, quando as lavandas florescem, que o aroma doce toma conta do ar. No resto do ano, você passeia pelos jardins e pode levar para casa mudas e produtos como óleos e sachês. (RS-115, km 37, 54/3286-4280)

Mini Mundo

A casa de bonecas da neta de Otto Höppner virou um mundo em miniatura – são 170 maquetes, como castelos europeus, navios, trens e o paulistano Museu do Ipiranga. Diversão do tamanho do mundo para as crianças. (Rua Horácio Cardoso, 291, 54/3286-4055; R$ 14)

Sequência de fondues

O prato de origem suíça é coisa séria em Gramado e deu origem a um rito tão popular quanto a sequência de camarão de Florianópolis. O banquete com preço fixo inclui panelinhas para o preparo de fondues de queijo, carne e chocolate com frutas – é fondue para se fartar. As melhores casas que servem a sequência, segundo o GUIA BRASIL 2012, são o Le Chalet de la Fondue (Avenida das Hortênsias, 1297, 54/3286- 2474), a Maison de la Fondue (Avenida Borges de Medeiros, 2311, 54/3295-1787) e a D’Alpes Verdes (Avenida das Hortênsias, 1141, 54/3286-2620).

Teeladen

A portinha que se abre nessa rua do Centro desvenda uma coleção de chás importados da Alemanha, ideais para aquecer a alma – ou para acompanhar os sorvetes italianos, também vendidos ali. (Rua Wilma Dinnebier, 91, 54/3286-2105)

Templo Chagdud Gonpa Khadro Ling

Um dos raros templos tibetanos no Brasil, o Khadro Ling fica afastado do Centro e pode ser uma agradável surpresa no seu roteiro pela Serra Gaúcha. O tour passa pelas salas de oração e pelo templo principal, com imagens que contam a história da filosfia budista. A linda vista da região vem de brinde. Agendar. (Acesso pela RS-115, 51/3546-8200)

Leia Mais
Comente