Edição 199/Maio de 2012 16/05/2012

Mais que mapas

Conheça sites que informam muito além da localização de ruas, praças, avenidas

por Sean O'Neill

Jon Arnold Images RM/ Travel Pix Collection/ Diomedia

A região mais “checada” de Londres na hora do almoço

<p> Jon Arnold Images RM/ Travel Pix Collection/ Diomedia</p>

A região mais “checada” de Londres na hora do almoço

O Google Maps talvez seja a ferramenta mais útil para quem precisa se localizar em viagens, mas nos últimos tempos surgiram sites que fazem mais que informar “dobre aqui, dobre ali”. Muitas vezes usando o próprio Google Maps, eles permitem que itinerários sejam criados com base no tipo de transporte ou tempo de deslocamento. Explico:

O que está bombando agora?

O 4SQoogle (4sqoogle.com) exibe mapas que mostram check-ins feitos pelos usuários da rede social Foursquare em tempo real. É uma ferramenta bacana para descobrir quais são as regiões da cidade mais agitadas naquele momento. Fiz um teste na hora do almoço, em Londres, e constatei que quase todos os check-ins vinham próximos de Westminster. Já à noite, as ruas próximas de Piccadilly Circus estavam bombando, sendo que o bar mais “checado” era The Living Room (thelivingroom.co.uk).

Deslocamento com tempo

O Mapnificient (mapnificient.net) mostra lugares a que você pode chegar com transporte público com base no tempo que tem disponível. Exemplo: você está em um hotel no centro de Madri e quer encontrar um lugar para comer a no máximo 30 minutos de distância de ônibus ou metrô. É só arrastar o marcador para onde está o seu hotel e selecionar o tempo. Surgirá um mapa que mostra a área que se consegue atingir em meia hora. O site funciona para a maior parte das cidades dos Estados Unidos, algumas da Oceania (Auckland, Canberra, Adelaide) e da Europa (Londres, Madri e Berlim). O Isochronous Application (cartoo.dyndns.org) faz o mesmo que o mapnificient, só que traça a rota de carro (sem levar em conta congestionamentos ou imprevistos).

Mapeie suas memórias

O Uencounter.me (uencounter.me) é um pouco menos “útil”, digamos assim. Nele é possível criar um mapa-múndi e afixar pins nos lugares onde você esteve. Basta clicar no pin para abrir um balão em que há espaço para descrever detalhes da viagem. Seria um equivalente da linha do tempo do Facebook, mas com as viagens que fazemos ao longo da vida. Depois é só compartilhar com os amigos, se quiser.

Sean O'Neill (@sean_oneill) escreve sobre tecnologia e viagens no portal bbc.com/travel (em inglês)

LEIA MAIS:

Appmania: os aplicativos que organizam e planejam a sua viagem – reportagem da revista Viagem e Turismo