SP-Arte reúne mais de cem galerias na Bienal do Ibirapuera

A feira de arte de luxo não é exclusividade dos ricos: a ideia não é só vender, mas divulgar as obras para o público visitante

Fonte: viajeaqui   |   Por: Maria Cecília Arra

A SP-Arte chega a sua 8ª edição maior e mais democrática. De 10 a 13 de maio, três pisos do Pavilhão da Bienal do Ibirapuera, em São Paulo, irão abrigar as exposições de galerias nacionais e estrangeiras – no total, mais de cem –, interessadas em vender, mas principalmente em divulgar suas obras. Aí está o tal lado democrático do evento: incentivar a participação das instituições e de colecionadores, experientes ou não. Além, é claro, de promover a arte entre os que buscam apenas apreciá-la.

Durante os quatro dias de evento, os visitantes poderão conhecer trabalhos de artistas brasileiros renomados, como Adriana Varejão e Cildo Meireles (ambos têm peças no Instituto Inhotim, o maior centro de arte contemporânea a céu aberto do mundo, estrelado pelo GUIA BRASIL 2012). A consolidação da SP-Arte como uma das mais importantes feiras do segmento a fez crescer também internacionalmente. Neste ano, galerias de 11 países (Alemanha, Argentina, Colômbia, França, Espanha, Estados Unidos, Inglaterra, Japão, Peru, Portugal e Uruguai) entram no circuito.

Há um projeto de integração com os grandes museus da capital paulista. Quem visitar o MAM, o MASP, o MIS ou a Pinacoteca do Estado ganha um convite para a SP-Arte nos dias 10 e 11 de maio. O público da feira ganha uma cartela com ingressos para os quatro museus (com validade entre 10 e 13 de maio).

Para os colecionadores de primeiro vernissage, algumas curiosidades: a SP-Arte é uma feira de arte de luxo. Preços amigáveis não são corriqueiros, mas existem – e giram em torno dos R$ 5000. E as galerias chegam preparadas. Algumas aceitam cheque, cartão de crédito e até fazem reservas, já que é comum o comprador “namorar” a obra antes de adquiri-la.

SP-Arte 2012

Quando: 10 e 11 de maio, das 14h às 22h e 12 e 13 de maio, das 12h às 20h

Onde: no Pavilhão da Bienal no Ibirapuera (Av. Pedro Álvares Cabral, Moema, São Paulo)

Quanto: R$ 30 e R$ 15 (meia-entrada)

Mais informações: www.sp-arte.com

 

LEIA MAIS:

Destino - São Paulo: onde ficar, comer e passear

Exposição em SP comemora 90 anos da Semana de Arte Moderna de 1922

Jorge Amado é tema de exposição no Museu da Língua Portuguesa em SP

Inhotim, a 60 quilômetros de Belo Horizonte, é uma Bienal gigantesca no meio da floresta - reportagem da revista VIAGEM E TURISMO