Edição 202/Agosto de 2012 14/08/2012

Turistas crônicos

Viajantes de carteirinha, eles pensam como jornalistas e escrevem como amigos. Não existe tempo ruim nem tema espinhoso para os blogueiros de viagem

por Juliana Afonso

Alexandre Jubran (ilustração)

Turistas crônicos, edição 202, Viagem e Turismo

<p> Alexandre Jubran (ilustração)</p>

Além da VT, qual é a sua fonte de consulta para a escolha de um destino? Certamente os amigos. E a internet. Pois foi no mundo virtual que a opinião amiga criou um fenômeno de popularidade: os blogs de viagem. “Eles compartilham experiências íntimas que privilegiam o detalhe, e não a imagem massificada”, diz Janaína Calaça, do blog Jeguiando. “Há discussão e colaboração, o que não é comum nas outras mídias”, acrescenta Claudia Saleh, autora do aprendiz de viajante. Blogs não são um formato de comunicação novo, mas vêm sendo aprimorados. No universo de viagens, já é fácil encontrar textos claros e precisos que abordam desde paraísos perdidos até cálculos de milhas. Segredinhos como aquele bistrô que nem o Guia Michelin conhece ou o chip que faz ligações quase de graça podem vir à luz pelo faro dos blogueiros. Hoje, foco, regularidade de postagens e alta participação dos leitores não são mais virtudes raras. Até uma associação foi criada (abbv.net.br), em maio, para fortalecer o segmento, divulgar seus membros e tratar de temas como a credibilidade da informação.

Blogs para chamar de favoritos – Em bom português, para brasileiros

ACHADOS (viajeaqui.abril.com.br/blog/achados) – Jornalista radicada em Barcelona, Adriana Setti, colaboradora da VT, descobre aquele passeio que só um amigo sabe indicar, aquela loja cheia de pechinchas e a sorveteria que só os nativos conhecem, mundo afora.

A JANELA LARANJA (ajanelalaranja.com) – O fotógrafo Márcio Nel Cimatti acumula um arquivo com dicas de diversos países. A divisão por atrações facilita a busca, mas o ponto alto são as belas imagens clicadas pelo autor.

AS VIAJANTES (asviajantes.com) – Seis amigas que adoram viajar fazem uma miscelânea de dicas e destinos. A seção A Boa da Viagem traz links de sites e aplicativos, como um localizador de comidas de rua.

DRI EVERYWHERE(drieverywhere.net) – Vice-presidente de RH, Adriana Miller vive em Londres, mas já esteve em 62 países, como ela descreve em textos e imagens de forma minuciosa. Novidade, o BeautyEveryWhere traz dicas de beleza e de cosméticos colecionadas em anos de free shop.

GABRIEL QUER VIAJAR (gabrielquerviajar.com.br) – O publicitário Gabriel Britto adora viajar, mas nem sempre tem grana. Por isso, ele posta fotos e curiosidades de lugares exóticos que queria visitar, como Iêmen e Sudão do Sul.

JEGUIANDO (jeguiando.com) – O melhor do blog da escritora Janaína Calaça é a linguagem. Seu sotaque baiano tempera experiências de viagem ora irreverentes, ora comoventes, que podem ser conferidas na seção Jegue Crônicas.

MATRAQUEANDO (matraqueando.com.br) – Com o sucesso da série “Europa a 50 Euros por Dia”, a jornalista Sílvia Oliveira transformou seus posts em guias vendidos on-line que ensinam a viajar pelo mundo com economia.

RAPHA NO MUNDO (raphanomundo.com) – A publicitária Raphaella Aretakis já carimbou o passaporte em 16 países, mas não se cansa de defender sua Olinda e as tradições culturais brasileiras. No blog, ela reúne dicas e fotos de qualidade.

SEM DESTINO (blogsemdestino.com) – A vida dos moradores de Havana ou a dura realidade dos lixões do Rio são exemplos de como o jornalista Pedro Serra focaliza seus destinos, exibidos em textos, fotos e vídeos.

TUROMAQUIA (turomaquia.com) Doutora em turismo, Patrícia Camargo vive em Las Palmas, na Espanha, e manja muito de arte. Seu site traz informações de lugares de todo o mundo, mas dá ênfase a museus, galerias e exposições. O amor da autora pelo tema inspirou a criação de outro blog, o Artetropia.

VAMBORA (blogvambora.com.br) – Os posts da arquiteta e urbanista Guta Cunha são divididos por categorias cheias de sensibilidade, como “lugares improváveis”, “descanso merecido” e “roteiro cultural”. Em todos eles há dicas detalhadas e fotos caprichadas das atrações.

VIAJE NA VIAGEM (viajenaviagem.com) – Decano da “viajosfera”, o publicitário Ricardo Freire virou uma sumidade em dicas e insights de viagem. No Perguntódromo, o leitor pode opinar e deixar suas dúvidas – como o site tem um público numeroso, há sempre alguém com a resposta.

Turistas crônicos, edição 202, Viagem e Turismo

<p> Alexandre Jubran (ilustração)</p>

Ilustração: Alexandre Jubran

CONVERSA DE BLOGUEIRO

O que você precisa saber para confiar (ou não) na blogosfera

Diversas viagens feitas por blogueiros são bancadas por bureaus de turismo, companhias aéreas, hotéis e afins, interessados em divulgar seus serviços. Feitas em grupo (sem exclusividade), essas “experiências” são chamadas de fam tours (familiarization tours) ou press trips (viagens para a imprensa). Daí que: 1) a programação é montada pelas empresas, que mostram o que interessa a elas; 2) sem gastar um tostão, o blogueiro pode ficar inibido em criticar o cheiro de mofo do hotel ou os ambulantes da praia. Para se posicionar, a associação brasileira de blogs de Viagem determina: “em caso de viagens patrocinadas, o blogueiro deve pontuar no texto (...) que trata-se de uma ação de marketing” e “não poderá ser tolhido de criticar pontos de atenção.” Saiba como enxergar credibilidade e compromisso nas entrelinhas:

  • Blogueiros de grandes portais costumam ter mais responsa e rodagem sobre o que escrevem
  • Detalhar uma receita molecular não é mais útil do que informar o endereço do restaurante
  • Blogueiros não precisam ser jornalistas. Mas precisam fazer jornalismo
  • Veja como o autor se relaciona com as empresas. Ele faz testes? Comparações? Tem espírito crítico?

 

Leia Mais
Comente