Inspirando as pessoas a cuidar do planeta desde 1888 | Saiba mais »

Brasil das Aves

Os incríveis campos nebulares de São Paulo

por Zé Edu Camargo em 13 de abril de 2012

 

Campos nebulares no Parque Estadual da Serra do Mar, Núcleo Curucutu

São Paulo dos Campos de Piratininga. São Bernardo da Borda do Campo. Os nomes antigos de duas cidades da Grande São Paulo dão a dica da vegetação que cobria boa parte da área antes da ocupação intensiva: os campos, extensões de vegetação baixa, entremeados por brejos e capões de mata, principalmente à beira de córregos e rios. Esse tipo de formação quase desapareceu da grande São Paulo. Quase. Porque ainda sobrevive um trecho de campos, chamados de campos nebulares (por causa da neblina que boa parte do dia, em qualquer época do ano, pode cobrir a região) dentro do município de São Paulo. Fica no pouco conhecido Núcleo Curucutu do Parque Estadual da Serra do Mar, em Marsilac, no extremo da Zona Sul da cidade, divisa com os municípios de São Vicente e Itanhaém.

“Imagina, a gente poderia estar andando pela avenida Paulista no século XVI, talvez a paisagem fosse essa”, diz o biólogo Fabio Schunck. Ele faz um monitoramento das aves no Núcleo Curucutu desde 2007, parte de seu plano de mestrado, apoiado pelo pesquisador Luis Fabio Silveira, do Museu de Zoologia da USP. Todos os anos na mesma data, Schunck arma 20 redes de neblina para capturar aves nos campos nebulares. Sua intenção é anilhar uma espécie migratória, a Elaenia chilensis, ou guaracava-de-crista-branca. “Elas passam por aqui sempre na mesma data, capturo os indivíduos, anoto as características biológicas, anilho, fotografo e solto. Depois de poucos dias, elas desaparecem. Ainda não recapturei nenhum exemplar anilhado, mas já anilhei 75 indivíduos. Qualquer hora algum pesquisador captura uma destas guaracavas em outra localidade da América do Sul. Os poucos estudos disponíveis mostram que elas migram do Chile, subindo pela região leste do Brasil até o nordeste, passando pela Caatinga, Cerrado, Amazônia e retornando ao Chile pelos Andes, para se reproduzir. Mas os estudos ainda são inconclusivos”, ele diz.

Além das guaracavas, muitas outras espécies caem nas redes de neblina, desde pequenos beija-flores até aves maiores, como andorinhões, arapongas e araçaris. O Núcleo Curucutu está entre as áreas com a maior diversidade de aves da Serra do Mar, são cerca de 350 espécies registradas até o momento. O parque tem uma trilha aberta à visitação, que leva a um mirante de onde, em dias claros, pode-se ver as cidades de Itanhaém, Monguaguá e Peruíbe, além da Serra da Jureia, a Ilha Queimada Grande e a Laje de Santos. “Em 2006, nessa trilha, avistamos o raro apuim-de-costas-pretas (Touit melanonotus), espécie que era pouco conhecida na época”, conta Schunck. O que torna o parque não só interessante para quem quer conhecer a paisagem original de boa parte da cidade, como também para os observadores de aves.

 

O biólogo Fabio Schunck retira uma ave da rede de neblina. Foto Zé Edu Camargo

 

Elaenia chilensis, espécie migratória que passa por São Paulo em março. Foto Zé Edu Camargo

 
 
 

Um beija-flor rabo-branco-de-garganta-rajada na rede de neblina. Foto Zé Edu Camargo

 

Detalhe de um pitiguari anilhado durante o trabalho no Parque Estadual. Foto Zé Edu Camargo.

 

A neblina é comum durante parte do dia na região dos campos. Foto Zé Edu Camargo

Comentários (8)
Deixe seu comentário
Nome
E-mail
Comentário (Seu comentário mínimo 5 caracteres )

  • Por: Ronaldo Koloszuk
  • -
  • 18 de janeiro de 2013 às 22:52

Muito bom o relato. Parabéns!
Estarei com um grupo de 8 observadores (todos do wikiaves) no próximo domingo no parque. Ansioso por este momento!
abs

    • Por: Zé Edu Camargo
    • -
    • 5 de fevereiro de 2013 às 15:14

    Ronaldo, depois conta como foi a experiência! Abs!

  • Por: Heiniatek
  • -
  • 19 de abril de 2013 às 8:12

Thanks..Its a unrestrained b generally heart with good information.I option positively bookmark it and soft drink in again..

  • Por: rebelmouse.com/diettogocoupons/
  • -
  • 18 de fevereiro de 2014 às 2:24

Thanks! You completed several nice points there. I never thought I’l be getting the right info here when I was searching the net for a month now.

  • Por: Rogelio
  • -
  • 23 de fevereiro de 2014 às 14:33

Wow that was strange. I just wrote an very long comment but after I clicked submit my comment didn’t appear. Grrrr… well I’m not writing all that over again. Anyway, just wanted to say wonderful blog!

  • Por: get photo sketched
  • -
  • 13 de abril de 2014 às 23:21

This site truly has all of the info I needed about this subject and didn

  • Por: Giuseppe
  • -
  • 13 de junho de 2014 às 16:42

Hello everyone, it’s my first pay a visit at this web site, and piece of writing is actually fruitful designed for me, keep up posting these articles or reviews.

  • Por: overstock
  • -
  • 4 de novembro de 2014 às 1:55

I love your blog, i have it in my rss reader and always new things that come of it

http://baju-rajut-murah.com/