Inspirando as pessoas a cuidar do planeta desde 1888 | Saiba mais »

Curiosidade animal

t

Cachorro-vinagre: reprodução em cativeiro tenta salvar animal ameaçado de extinção

por adminngbrasil em 23 de outubro de 2013
O Cachorro-vinagre (Speothos venaticus) está na categoria vulnerável do Livro Vermelho da Fauna Brasileira Ameaçada de Extinção - Foto: João Marcos Rosa

O cachorro-vinagre (Speothos venaticus), também conhecido como cachorro-do-mato-vinagre ou cachorro-do-mato, está na categoria vulnerável do Livro Vermelho da Fauna Brasileira Ameaçada de Extinção – Foto: João Marcos Rosa

O cachorro-vinagre (Speothos venaticus) é um dos membros menos conhecidos da família dos canídeos. Possui membros curtos, corpo atarracado e pode chegar aos 7 quilos. Alimenta-se de presas de pequeno porte, mas pode caçar em grupo para abater animais maiores – como emas ou capivaras. Apesar de ter uma grande área de distribuição (Américas Central e do Sul) a população segue em declínio. Destruição e fragmentação do habitat, abate por cães e humanos e doenças transmitidas por animais domésticos são as principais ameaças.

Para tentar retirar a espécie da categoria vulnerável do Livro Vermelho da Fauna Brasileira Ameaçada de Extinção, o Plano de Ação Nacional de Conservação do Cachorro-Vinagre – coordenado pelo Centro Nacional de Pesquisa e Conservação Mamíferos Carnívoros (CENAP), do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) – vai começar um programa de reprodução em cativeiro no Parque Zoobotânico de Parauapebas, na Floresta Nacional de Carajás, Pará.

O cachorro-vinagre caça de dia. De noite se recolhe para dormir em tocas ou cavidades de árvores - Foto: João Marcos Rosa

O cachorro-vinagre caça de dia. De noite se recolhe para dormir em tocas ou cavidades de árvores – Foto: João Marcos Rosa

Segundo Ronaldo Morato, chefe do CENAP, esse etapa visa aumentar a variabilidade genética dos animais em cativeiro. “O cachorro-vinagre do Norte tem um perfil de DNA diferente dos grupos encontrados no Sul. Portanto, manter essa diversidade genética é fundamental para a perpetuação da espécie.”

Para Rodrigo Jorge, Coordenador de Autorização e Informação Científica em Biodiversidade do ICMBio, e Silvia Godoy, analista ambiental do CENAP, o estabelecimento de uma população cativa viável é essencial para aumentar o conhecimento científico sobre a espécie e decidir as ações necessárias para a conservação do cachorro-vinagre. No caso de necessidade de aumento genético ou no número de indivíduos das populações selvagens, é possível tentar reintroduzir os animais de cativeiro na natureza.

O cachorro-vinagre se sente confortável na água. Seus dedos são ligados por membranas que ajudam na natação - Foto: João Marcos Rosa

O cachorro-vinagre se sente confortável na água. Seus dedos são ligados por membranas que ajudam na natação – Foto: João Marcos Rosa

O projeto ainda visa ampliar a proteção e conectividade dos habitats remanescentes e impedir a diminuição da população da espécie. Através dessas ações o cachorro-vinagre pode deixar a lista de animais ameaçados de extinção e voltar a prosperar na natureza.

Gostaria de agradecer ao fotógrafo João Marcos Rosa, parceiro de blog aqui na NATIONAL GEOGRAPHIC BRASIL, que aproveitou sua ida à Carajás para fazer as fotos desse post. Valeu, João!

O casal de cachorros-vinagre chegou ao Parque Zoobotânico de Parauapebas há pouco mais de um ano, ainda filhotes. No mês passado os dois animais foram colocados em um ambiente feito especialmente para a reprodução da espécie em cativeiro - Foto: João Marcos Rosa

O casal de cachorros-vinagre chegou ao Parque Zoobotânico de Parauapebas há pouco mais de um ano, ainda filhotes. No mês passado os dois animais foram colocados em um ambiente feito especialmente para a reprodução da espécie em cativeiro – Foto: João Marcos Rosa

Recinto dos cachorros-vinagre no Parque Zoobotânico de Parauapebas, na Floresta Nacional de Carajás, Pará - Foto: João Marcos Rosa

Recinto dos cachorros-vinagre no Parque Zoobotânico de Parauapebas, na Floresta Nacional de Carajás, Pará – Foto: João Marcos Rosa

Comentários (19)
Deixe seu comentário
Nome
E-mail
Comentário (Seu comentário mínimo 5 caracteres )

  • Por: Bernardo
  • -
  • 23 de outubro de 2013 às 16:15

As pessoas do mundo não sabem cuidar das especies em extinção, pelo contrário, em vez de cuidar eles prejudicam mais os animais!!!

  • Por: Iris S F Silveira
  • -
  • 23 de outubro de 2013 às 17:35

Há alguns anos foram encontrados dois cachorros-vinagre no município de Tangará da Serra, estado de Mato Grosso. Na ocasião foram levados para o zoológico da Universidade Federal – UFMT, em Cuiabá. Como saber para onde foram posteriormente enviados e o que aconteceu com eles? Há uma forma de acompanhar, via internet, o destino dado a esses animais ameaçados e que foram resgatados?

  • Por: cicero
  • -
  • 19 de maio de 2014 às 15:41

O cachorro-vinagre é um animal muito especial.Gostaria de ver este animal na floresta.

  • Por: Elton Soares
  • -
  • 20 de maio de 2014 às 12:22

No município onde moro, em São Miguel Arcanjo-SP, existe esse animal, no PQ Estadual Carlos Botelho, uma reserva de Mata Atlântica.

  • Por: walmir
  • -
  • 20 de maio de 2014 às 22:57

sera que conseguiremos descobrir a utilidade de todos os seres antes de si extinguirem ? pois certamente todos tem sua utilidade no planeta.

  • Por: juarez orsi
  • -
  • 22 de maio de 2014 às 23:29

Muito bonitos estes cachorros. Será que existem no RGS ? Andam em bandos ? Nunca tinha ouvido falar sobre eles.

    • Por: Fábio Paschoal
    • -
    • 3 de junho de 2014 às 9:13

    Oi Juarez. Segundo o mapa de distribuição do cachorro-vinagre da IUCN (União Internacional para a Conservação da Natureza, na sigla em inglês), o animal não é encontrado no Rio Grande do Sul. Eles andam em bandos pequenos. Abraço

  • Por: AYRTON BAPTISTA
  • -
  • 13 de setembro de 2014 às 22:13

ESSA RAÇA DE CÃES JÁ FOI DOMESTICADA…JÁ FOI FEITO CRUZAMENTO COM OUTRA RAÇA CANINA….SERÁ QUE É POSSÍVEL ESSE CRUZAMENTO

  • Por: Rosana Stacheski
  • -
  • 14 de setembro de 2014 às 7:41

E maravilhosooooooooooooooo ter acesso ao mundo encantado dos animais.

  • Por: leopoldo eliseo tenca
  • -
  • 14 de setembro de 2014 às 12:10

me gusta mucho todo lo referente a la vida animal espero que me mantengan informado muchas gracias

  • Por: Bartolomeu
  • -
  • 17 de setembro de 2014 às 18:38

O homem, mesmo sendo um ser em evolução, infelizmente devido seu alto grau de egoísmo, retarda a evolução do planeta agredindo as Leis Naturais e Divina. Ainda bem que temos um Deus de Bondade e Misericórdia e que é inevitável nossa evolução(Lei Natural).

  • Por: luiz carlos pisani
  • -
  • 3 de novembro de 2014 às 13:25

ainda ontem no fim da tarde encontrei um exemplar numa reserva da fazenda

  • Por: Huberto Luiz Paiz Machado
  • -
  • 15 de novembro de 2014 às 21:03

Junto à Usina Binacional de ITAIPU, no Paraná, há um ´projeto de Criação de Cachorro-Vinagre.

  • Por: Elma Carneiro
  • -
  • 18 de novembro de 2014 às 7:42

O cachorro-do-mato foi descrito pela primeira vez em 1842, a partir de fósseis encontrados em cavernas no Brasil e só depois se descobriram os animais vivos e hoje está na categoria vulnerável do Livro Vermelho da Fauna Brasileira Ameaçada de Extinção.

É o único canídeo sul-americano com formação de matilhas; apresenta dieta carnívora e hábito semi-aquático. É naturalmente raro e é ameaçado pela perda de habitat.
É uma espécie altamente social, até mesmo com caçada grupal, com um rico repertório de vocalizações, vivendo em grupos familiares de até 10 indivíduos.
A estrutura social dos grupos é fortemente hierarquizada, tal como nos lobos-cinzentos e os membros do grupo comunicam entre si através de latidos, o grupo é formado por vários casais monogâmicos e pelas crias do casal dominante.
O cachorro-vinagre nunca foi caçado por interesse econômico e é sabido que algumas tribos de nativos brasileiros conservam-nos como animais de estimação.

  • Por: José Eduardo de Arruda Bertoni
  • -
  • 20 de abril de 2015 às 22:40

No estado de São Paulo, Parque Estadual de Porto Ferreira, tive oportunidade de ver estes cachorrinhos diversas vezes, são muito bonitos e interessantes.

  • Por: Fabio
  • -
  • 10 de novembro de 2015 às 23:27

porque o nome de cachorro vinagre???

    • Por: Fábio Paschoal
    • -
    • 11 de novembro de 2015 às 7:56

    Oi Fábio. Dizem que a urina do animal tem cheiro de vinagre.

    Abraço e obrigado pelo seu comentário

  • Por: everton garrido
  • -
  • 1 de fevereiro de 2016 às 12:45

Deus abençoe este projeto e todos do tipo ….pois nem mesmo conhecia este cannino brasileiro….Parabens!!!!!

  • Por: Maria da Glória Martins
  • -
  • 2 de fevereiro de 2016 às 20:50

SÃO LINDOS E PARECEM SER MUITO DÓCEIS, GOSTARIA MUITO PODER TER UM DESSES. QUAL SERÁ O COMPORTAMENTO DELES EM LARES HUMANOS ?