Inspirando as pessoas a cuidar do planeta desde 1888 | Saiba mais »

Izan Petterle

t

Chapada dos Guimarães – a vida em torno da Igreja de Santana

por Izan Petterle em 14 de outubro de 2009

Encontro-me mais uma vez na Chapada dos Guimarães. Estou no coração da América do Sul, ponto equidistante entre os oceanos Atlântico e Pacífico. A Igreja de Santana do Sacramento de Chapada dos Guimarães foi construída em 1779. Em estilo colonial bandeirante, é considerado um dos mais importantes monumentos históricos do Mato Grosso. O templo substituiu uma capela coberta de palha construída pelo jesuíta Estevão de Castro, fundador da Missão de Santana, na localidade conhecida como "Aldeia Velha".

Com base feita em pedra canga e paredes em taipa socada, a igreja possui, internamente, um admirável barrado de azulejos portugueses, que em 1787 foram trazidos da Bahia. Para mim, essa construção simboliza o que de mais importante existe nessa pequena cidade, é o símbolo maior da cultura chapadense e preserva a memória da ocupação dos sertões matogrossenses pelos bandeirantes. Por conta desse fascínio pessoal que tenho por esse assunto, tenho procurado focar minhas lentes no universo que circunda a igreja, a praça central e seus jardins, aqui é o ponto de encontro. Durante todo o ano, esse espaço é o principal centro energético da Chapada, meu trabalho é tentar decifrar o indecifrável. Como algo material carrega um significado espiritual?

Comentários (111)
Deixe seu comentário
Nome
E-mail
Comentário (Seu comentário mínimo 5 caracteres )

  • Por: Anônimo
  • -
  • 21 de outubro de 2009 às 11:21

Izan Petterle – Olá Silbene. Muito obrigado pela visita aqui no blogue da NG, és sempre muito bem-vinda, tomara que consigamos fazer andar os projetos de parceria cultural com a UFMT. Grande abraço

  • Por: Anônimo
  • -
  • 21 de outubro de 2009 às 11:23

Izan Petterle – Estimado amigo Eriberto, é sempre muito bom receber tua vista aqui no blogue da NG, apareça sempre. Grande abraço

  • Por: Anônimo
  • -
  • 21 de outubro de 2009 às 16:06

Bruno – Muito bom, bem o astral deste lugar mesmo. Representado perfeitamente nos retratos.

  • Por: Anônimo
  • -
  • 22 de outubro de 2009 às 22:06

Izan Petterle – Olá Bruno, realmente esse é um lugar muito especial, grato pela visita. grande abraço

  • Por: Anônimo
  • -
  • 25 de outubro de 2009 às 12:19

Thania Arruda – Cá estou eu, reconhecendo Chapada através das suas lentes. Magnífica … Obrigada sempre.

  • Por: Anônimo
  • -
  • 26 de outubro de 2009 às 17:06

Izan Petterle – Oi Thania! Muito obrigado mais uma vez pelso gentis e carinhosos comentários que faz aqui no meu blogue da NG. grande abraço

  • Por: Anônimo
  • -
  • 17 de março de 2010 às 19:52

Gabriella – Oii! Olha eu achei o blog mais ou menos pq nao encontrei oque queria mais td bem! pra falar verdade sem ofensas esse blog é uma DROGA desculpe o palavrao mais é verdade eu amei as fotos o resto tchuca XAU até…

  • Por: Anônimo
  • -
  • 17 de março de 2010 às 19:57

Maria Cecília – Oi! gente eu soua a Maria Cecília que canta junto com o Rodolfo. Bom eu acho que vcs nao vão acreditar mais td bem.Eua adorei esse blog encontrei td oque eu queria saber e amei esse blog é 1000… Xau Bjs

  • Por: Anônimo
  • -
  • 11 de junho de 2010 às 18:30

luis wilke – Ola Izan. tenho uma ilha Matrox rtx 100 para trocar em uma mark 5. tens interesse

  • Por: Anônimo
  • -
  • 24 de agosto de 2010 às 11:03

Maryssol – “Como algo material carrega um significado espiritual?” Talvez da mesma forma que as suas fotografias carregam tamanha sensibilidade. Lindas fotos como sempre. Beij¿

  • Por: katyanne pimentel
  • -
  • 10 de julho de 2013 às 11:27

Ola, vim elogiar as fotos, mas também fazer uma correção: o estilo arquitetônico da igreja não é exatamente o colonial bandeirante (aliás, esse termo pouco é usado), na verdade a igreja de sant’anna é descrita como barroco rococó (apesar de que suas características externas não demonstrarem esse estilo, mas os historiadores o caracterizam assim para justificar o tipo de ornamento interno da mesma). Escrevi minha monografia de graduação em cima da construção desta igreja, e realmente, ela possui um magnetismo incrível sobre as pessoas. Mais uma vez, belas fotos. Abraços.